sexta-feira, junho 04, 2010

Os novos Emigrantes...

S. fechou a porta atrás de si. Pegou na pesada mala e, sem olhar por cima do ombro, deixou para trás uma vida inteira. Agarrou ainda com mais força o bilhete de ida e cerrou os olhos para segurar as lágrimas dentro de si. Ia aproveitar uma oportunidade profissional como nunca tinha tido em Portugal, ia refazer a sua vida noutro país e recomeçar noutra cidade, noutra cultura. Mas por muito que dourasse a pílula, a dor no peito não passava. O tempo curaria isso mas, enquanto de deslocava para o aeroporto, o tempo era ainda curto demais para se esquecer...

Num país que bate cada vez mais no fundo como se este lhe fugisse dos pés, onde as oportunidades são para quem pode e não para quem merece, onde a corrupção é norma e quem a repugna torna-se fora-da-lei, quem tem valor faz-se ao caminho...

Num país que cada vez mais desiste dos seus a troco de meia dúzia de tostões e um TGV, quem merece e tem capacidade vai atrás do sonho mas lá fora e não cá dentro...

Num país de Fátima ou Futebol, não resta alternativa a quem quer ter sucesso senão procurar o Fado noutras paragens...

Como o Gama ou o Cabral dos Descobrimentos, o Mendes Pinto da Peregrinação, os Santos que foram para o Brasil no Séc. XIX ou os Silvas que fugiram da Guerra de África para França e para a Suiça, hoje quem quer "safar-se" só fugindo deste pântano.

Portugal desistiu dos seus em troca de quase nada, os jovens não têm perspectivas e os que já não o são, não têm emprego. Estrangulados entre o controlo do défice público e a falta de crescimento, o desemprego e a precariedade, a corrupção e a mediocridade os que ainda confiam em si e no seu potencial, desistem de Portugal e vão ter sucesso noutras paragens. E, surpreendentemente ou talvez não, conseguem!

Ficam os que não podem sair ou aqueles que, agarrados à utupia, acreditam ainda que, no limite, ainda algo resta de esperança ao Portugal dos pequenitos...

P.

1 comentário:

formosafotosafaris disse...

Gostei muito deste seu texto! Muito bem escrito, com grande intensidade emocional e com grandes verdades ditas de forma directa mas elegante, sem rancores nem perdas de tempo.
Vou partilhar no meu Mural do Facebook. Obrigado!! http://www.facebook.com/Jaimalves